[Artigo] Configurando um Servidor Nano Server

Bom dia!

No artigo anterior, nós aprendemos a criar uma VM Nano Server, mas deve ter surgido a pergunta: “Como eu acesso o Nano Server?”. A dúvida é real e este artigo servirá para que você possa tornar seu Nano Server operacionalmente acessível, através da rede e no domínio.

Bem, vou considerar que o Nano Server já foi criado, conforme o artigo anterior.

No meu laboratório, estou contando com a seguinte infraestrutura de servidores:

  • VM DC (Domain Controller) – Windows Server 2012 R2 Standard;
  • VM StoSpaces (Storage Spaces) – Windows Server 2016;
  • VM Node1 (Hyper-V e Failover Cluster) – Windows Server 2016;
  • VM Node2 (Hyper-V e Failover Cluster) – Windows Server 2016;
  • VM NanoServer (VM guest do cluster) – Windows Server 2016.

Uma observação, com relação à infraestrutura acima. Meu laboratório é todo virtual e estou usando o Windows 10 Pro (build 1607) com o Hyper-V, rodando as VMs DC, StoSpaces, Node1 e Node2 com o novo recurso Nested Virtualization, ou virtualização aninhada (tradução literal). Em outro momento eu vou falar sobre esse novo recurso do Hyper-V no Windows Server 2016 e no Windows 10.

Ao executar o Nano Server, ele me mostra uma tela para fazer o logon, vide imagem abaixo:

Vamos acessar a VM com as credenciais: Administrator e Password, sem colocar o domínio, já que foi criada uma imagem standalone. Após logar, ele vai pedir que você crie uma nova senha da conta Administrator, como é de costume.

Após logar, entraremos na tela do Nano Server Recovery Console, conforme imagem abaixo:

O Nano Server tem algumas particularidades para navegação na Recovery Console. São alguns comandos de teclas, como mostro abaixo:

  • Up e Down: Teclas “pra cima e pra baixo”, obviamente;
  • Enter: Para selecionar;
  • F4: Alternância, tipo ativar ou desativar alguma coisa;
  • F11: Configurações IPv4;
  • ESC: Voltar um nível, ou fazer logoff;
  • F5: Atualizar;
  • CTRL + F6: Reiniciar;
  • CTRL + F12: Desligar.

Para podermos ter acesso à VM, teremos que fazer algumas configurações, como:

  • IP;
  • Regras de firewall;
  • Nome da VM (hostname);
  • Domínio.

Primeiramente, vamos colocar o IP e máscara, para podermos acessar via PowerShell:

  • Selecione Networking;
  • Selecione a placa de rede Ethernet que deseja configurar, caso tenha mais de uma;
  • Tecle F11, para fazermos as mudanças de rede;
  • Tecle F4, para desativarmos a opção DHCP e com o TAB, vamos inserir o IP, a máscara e o default gateway (caso possua);
  • Tecle Enter, para aplicar as mudanças.

Caso queira fazer mais alguma configuração de rede, como IPv6, tabela de roteamento, use as teclas abaixo:

  • F10: Tabela de roteamento;
  • F12: Configurações IPv6.

Agora, nos vamos usar o Windows PowerShell para ter acesso remoto ao Nano Sever à partir do Host, via Windows Remote Management (WinRM):

  • Vamos abrir o PowerShell, com privilégios administrativos;
  • Executar o comando: Set-Item -Path WSMan:\localhost\Client\TrustedHosts -Value <nanoIPv4address>;
  • Vai aparecer um aviso e você clica em Yes.

Agora vamos acessar remotamente a VM, através do seguinte comando:

  • Enter-PSSession -ComputerName <nanoIPv4address> -Credential <nanoIPv4address>\Administrator

Vai aparecer uma tela de logon, onde você vai inserir a senha, vide imagem abaixo:

Pronto! Acesso garantido!

Agora, nós vamos fazer outras configurações importantes, antes de adicionar a VM no domínio.

Vamos executar o comando abaixo, para habilitar as regras de firewall para File and Print Sharing:

  • netsh advfirewall firewall set rule group=”File and Printer Sharing” new enable=yes

Vamos agora, listar as interfaces de rede que existem na VM, para escolher a que iremos configurar o DNS:

  • Get-NetAdapter

Vamos executar um comando para adicionar o(s) endereço(s) DNS na interface. Para isso, utilizaremos o número ifIndex (3), da imagem acima:

  • Set-DNSClientServerAddress -InterfaceIndex <ifIndex> – ServerAddresses <nanoIPv4address>

Agora, vamos renomear o servidor, com o comando abaixo:

  • Rename-Computer -NewName <Novo Nome> -ComputerName <Nome Atual>

Para aplicar o novo nome, vamos executar os dois comandos abaixo:

  • Shutdown -r -t 5
  • Exit-PSSession

Após o servidor reiniciar, acesse o servidor para ver a alteração no hostname.


Agora, vamos provisionar o servidor no domínio no modo offline domain join. Para isso, vamos executar os seguintes passos abaixo:

  • Crie a pasta C:\Temp, no Host;
  • Crie a pasta C:\Temp, no Nano Server;
  • Execute o Prompt de Comando, com privilégios administrativos, no Host;
  • Entre na pasta C:\Temp, no Host;
  • Execute o comando no Host, para criar o arquivo:
    djoin.exe /provision /domain <domínio> /machine <nome do nano server> /savefile .\odjblob
  • Copie o arquivo odjblob criado para o C:\Temp do Nano Server;
  • Acesse o Nano Server através do PowerShell, como já explicado anteriormente;
  • Execute o comando para adicionar o servidor ao domínio:
    djoin /requestodj /loadfile C:\Temp\odjblob /windowspath C:\Windows /localos
  • Execute os comandos para o servidor reiniciar em 5 segundos e desconecte da sessão:
    Shutdown -r -t 5
    Exit-PSSession

Após reiniciar, faça logon com a conta do domínio, insira senha e o nome do domínio, conforme imagem abaixo:

Finalizado!

O seu servidor Nano Server está acessível pela rede e no domínio.

Até a próxima!

Jorge Barata

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *